Acompanhe as novidades

Voltar

Saiba mais sobre a otoplastia: correção para a famosa orelha de abano

Publicado em 08/05/2019
Saiba mais sobre a otoplastia: correção para a famosa orelha de abano

A otoplastia consiste em um procedimento cirúrgico para remodelar as orelhas. Ela é indicada para aquelas pessoas que possuem orelhas proeminentes (orelhas de abano).


No entanto, pode ser realizada também para a solução de outros problemas como sequelas de traumas, ausência congênita das orelhas e orelhas constrita (aquelas com deformidades de nascença).


Ela deve ser considerada como uma cirurgia reparadora, quando tenta corrigir um defeito, e ao mesmo tempo estética, pensando-se na busca pela harmonia de forma, volume e posição.


Clique aqui e conheça mais sobre a otoplastia!

Otoplastia_1

 


Indicações para a realização da otoplastia


Existe do grau mais leve ao grau mais grave de orelhas de abano. E a otoplastia é fundamentada no grau de incômodo do paciente.


A idade mínima indicada é entre seis e sete anos, pois é exatamente na faixa etária em que já houve o crescimento definitivo das orelhas.


Como é realizada a cirurgia?


A anestesia mais usada é a local com sedação. Em seguida é feita uma pequena incisão na parte de trás da orelha, seguindo de uma dobra natural da pele. Depois é retirado este excesso de pele e feito o ligamento da cartilagem, procedimento para deixar a orelha mais flexível.


Existem casos que podem ser retirados excesso de cartilagem também para diminuição da orelha. Para finalizar são feitos os pontos de fixação e o fechamento da pele.
A otoplastia é uma cirurgia rápida, durando em média uma hora.


Pós-operatório


Os pacientes que passam por uma otoplastia podem exercer suas atividades normalmente. Portanto, deve-se evitar atividades físicas intensas e deitar de lado nas primeiras semanas.


O principal incomodo é a utilização de uma faixa de tenista por cima da orelha nas primeiras semanas.


É indicado também ao paciente para que sua mastigação seja feita devagar e com cautela nos primeiros dias. E também evitar lavar os cabelos para não molhar os curativos.


Pode ser que nos primeiros dias após a realização da cirurgia seja um pouco doloroso. Mas nada que analgésicos não resolva.


É bom reforçar que este é apenas um exemplo, visto que cada cirurgia tem suas particularidades, de acordo com o motivo/objetivos do procedimento.


Gostou do nosso conteúdo? Deixe sugestões e qualquer dúvida entre em contato conosco clicando no banner abaixo.

SEO-BANNER-03

Ainda tem dúvidas?

Envie sua dúvida para o Dr. Marcos Teixeira:

* campos obrigatórios
×

Ligamos para você

Preencha os dados abaixo e entraremos em contato o mais breve possível.

* campos obrigatórios
×

Orçamento rápido

Preencha os dados abaixo e entraremos em contato o mais breve possível.

* campos obrigatórios
×